30 janeiro 2008

A Vida Não Tem Segredos

Penso que a vida não tem segredos. Colhemos o que plantamos.

Algumas verdades simples me ajudaram muito a viver, e essa aí é uma delas. Uma outra é aquela que diz que felicidade é gostar daquilo que temos. Verdade verdadeira. Quem não consegue ser feliz com o que tem não será feliz jamais. Felicidade não é algo a se realizar, é fato acontecido, degustado, elaborado e em paz dentro da gente. Não tem essa de: “se eu conseguir isso ou aquilo eu vou ser feliz, quando eu fizer isso eu vou estar feliz”. Felicidade se conjuga no presente. Sou feliz! E pronto.

Também não quer dizer que devamos viver acomodados, sem pensar no futuro, sem ambição. Claro que não. Mas é imperativo ser feliz enquanto vamos lutando e preparando o dia de amanhã, no qual pretendemos continuar bem. E é bom lembrar que o amanhã pode não ter sequer as condições “estáveis” que temos hoje. Pode nos faltar uma pessoa querida e importante, pode nos faltar o dimdim ou saúde, que é mesmo fundamental, mais do que a beleza.

A necessidade de ser belo (para ser mais bem aceito pelos outros) também é um problemão. Principalmente porque os ideais de beleza geralmente estão a anos-luz das pessoas de carne e osso. (Nas passarelas são quase sempre só osso, e muito silicone, muita bomba, muita plástica...). Quem viveu de verdade sabe que a beleza está camadas e camadas abaixo da pele, numa região tão profunda que perpassa as eras e até a nossa vida para outros planos, ou o que quer que haja depois. (Que há um depois, não tenho dúvidas).

Geralmente nossas insatisfações nascem do egoísmo e da vontade de ter mais. É difícil entender (e aceitar) que na maioria das vezes já temos tudo que precisamos. Basta lembrar da história de Jó. (fig. ao lado, Jó e seus amigos - Gustave Doré)

Feliz mesmo é quem sabe apreciar uma xícara de café, um olhar sincero, um abraço caloroso (e que sabe abraçar também). Temos um “equipamento” super elaborado em nosso corpo e em nossa consciência de mundo, para apreciar as coisas, e se somos infelizes, é porque não estamos sabendo fazer isso.

Ser feliz é saber A PRE CI AR aquilo que a vida nos oferece.

Quem aprende isso, já está com meio caminho andado pra conquistar as outras coisas boas da vida.
Faça um teste. Experimente apreciar a sua vida.

Você vai descobrir algo que eu já descobri há tempos: A vida é cheia de segredos!

Tenha (e aprecie) um ótimo dia!

...........................................................................

Não sei quem é o autor da foto, peguei emprestado aqui:


Aliás, um blog bacaninha que vale a pena visitar.

3 comentários:

Anônimo disse...

Ops! Existe alguma maneira de se enviar comentários, sendo eu, só eu mesmo? (sic).

Não tenho blog - e nenhuma dessas coisas que aparecem como opção aí embaixo...

Desejo simplesmente colocar meu nome e meu e-amail, pode ser?

Sou seu leitor, gosto dos textos que publica e não me sinto confortável em deixar uma mensagem anônina...

Abraços,

Epaminondas.

Mauro disse...

Eu acredito que a vida é cheia de surpresas. Muitas agradáveis e é claro, a maioria nem tanto. Mas que tem tem. É claro que é sempre muito bom e importante valorizarmos aquilo que temos e aquilo que somos. Mas que a vida fica, no mínimo, muito mais divertida quando a gente sempre conta com "aquela" surpresinha para amanhã lá isto fica. Veja, por exemplo, o futebol. Não é uma caixinha de surpresas? Kkkkkk.
Bejus, Mauro.

Emannuelle Bellucci disse...

Boa tarde...

que surpresa que eu eu tive quando eu estava procurando a pagina da internet do meu blog, eu o exclui a um tempo, obrigada pelo elogio em falar que era um blog bacana de se ler.

eu amava escrever mas o deletei.
Fiquei feliz em ter aproveitado uma das minhas imagens.
Grande abraço!! Emannuelle Bellucci